Procon Estadual encontra publicidade enganosa e divergência de preço em supermercado da Capital

Campo Grande (MS) – Em mais uma ação de fiscalização, o Procon Estadual – Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), constatou irregularidades em supermercado localizado na Capital.

Desta vez os problemas estavam relacionados quanto à divergência dos preços e publicidade enganosa, como no caso de produto repelente que na gôndola constava com o preço de R$ 25,79 e no caixa passava para pagamento no valor de R$ 27,19, e outro, inseticida, que era ofertado a R$ 8,99, mas na hora do pagamento saia a R$ R$ 9,99.

O titular do Procon Estadual, Marcelo Salomão, conta que os fiscais do órgão tomaram as devidas medidas cabíveis ao caso, como notificação do estabelecimento, e a aplicação da multa pode chegar aos R$ 50 mil. O Procon Estadual disponibiliza o número 151 e o Fale Conosco do site www.procon.ms.gov.br aos consumidores para informações e denúncias.

Leomar Alves Rosa – Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)