Pesquisa do Procon Estadual revela que comprar fraldas em drogarias e farmácias sai mais barato

Campo Grande (MS) – Pesquisa apresentada pelo Procon Estadual nesta quinta-feira (08.03), revela que comprar fraldas descartáveis em drogarias e farmácias sai mais barato para o consumidor, na maioria dos casos, se comparado com os preços praticados por hipermercados e lojas de departamentos. O levantamento realizado entre 19 e 23 de fevereiro, pesquisou o preço de 39 itens em 19 estabelecimentos da Capital.

No entanto a pesquisa também mostrou que a variação entre os estabelecimentos do mesmo gênero pode ser grande. Fralda Premium Care, por exemplo, obteve uma variação de 348% quando pesquisada em drogarias e farmácias. Fralda Ultra Seca por sua vez obteve variação de mais de 225% nos hipermercados e lojas de departamentos.

Um outro item pesquisa foi a fralda geriátrica. Na drogaria/farmácia com menor preço a fralda geriátrica tamanho ‘G’ saia por R$ 16,90, enquanto em hipermercados/lojas de departamentos o mesmo produto foi encontrado por R$ 21,90 em seu menor preço.

Marcelo Salomão, titular do Procon Estadual – Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), diz que o intuito das pesquisas realizadas pelo órgão é de ajudar o consumidor na hora da compra e ainda dar condições necessárias de empoderamento, com informações que possam subsidiar ainda mais a decisão final pelo menor preço do produto desejado.

Pesquisa de Preços Procon MS – FRALDAS DESCARTÁVEIS – DROGARIAS E FARMÁCIAS

Pesquisa de Preços Procon MS – FRALDAS DESCARTÁVEIS – HIPERMERCADOS E LOJAS DE DEPARTAMENTOS

Pesquisa de Preços Procon MS – FRALDAS DESCARTÁVEIS – COMPARATIVO MENORES PREÇOS

Pesquisa de Preços Procon MS – FRALDAS DESCARTÁVEIS – VARIAÇÃO GERAL

O Procon Estadual disponibiliza o número 151 e o Fale Conosco do site www.procon.ms.gov.br aos consumidores para informações e denúncias.

Leomar Alves Rosa – Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)