Ceia de Natal tem variação de até 214% em um mesmo item, aponta pesquisa

Categoria: Pesquisa | Publicado: sexta-feira, dezembro 22, 2023 as 15:59 | Voltar

Últimos dias para preparar a ceia de Natal e pesquisa do Procon/MS (Secretaria-Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor), instituição vinculada à Sead (Secretaria de Estado de Assistência Social e dos Direitos Humanos), encontrou variação de preços de até 214,9% em um mesmo item da lista de compras.

É o caso da unidade do abacaxi pérola, que pode ser comprado por R$ 3,49 em rede atacadista na Mata do Jacinto ou R$ 10,99 em supermercado no Santa Luzia.

Foram avaliados no levantamento os valores praticados em 14 estabelecimentos de atacado e varejo, entre os dias 11 e 15 de dezembro, em Campo Grande. Os produtos podem ter sofrido mudanças nos preços em virtude de estoques, demanda e aplicação de descontos, servindo a pesquisa de parâmetro para a orientação aos consumidores.

Bebidas, panetones e proteínas

A sidra, bebida alcoólica preparada com sumo fermentado de maçã, têm variação de preços de até 138,58%. Ela pode ser encontrada por R$ 12,57 em supermercado no Santa Fé, enquanto no Guanandi o produto é vendido a R$ 29,99.

No caso dos panetones, o de frutas cristalizadas pode ser comprado por R$ 20,99 em atacadista no Vilas Boas e R$ 35,99 na Mata do Jacinto. Já na versão com chocolate, os valores partem de R$ 20,79 no Jardim dos Estados a R$ 36,99 no Guanandi.

Entre as proteínas, por sua vez, o quilo do pernil tem a maior diferença. Ela chega a 206,65%, quando comparadas as seis marcas presentes no levantamento. Assim, o consumidor encontra o produto por R$ 13,99 no Guanandi e R$ 42,90 em atacadista na Vila Santo Antônio.

Orientações

Antes de sair às compras, o Procon/MS recomenda que se faça uma lista com todos os produtos necessários para a ceia. “Isso pode evitar compras por impulso e torna o processo de consumo mais consciente e preciso”, diz o secretário-executivo, Antonio José Angelo Motti.

É importante ainda que o consumidor compare os preços entre os estabelecimentos, considerando detalhes como a qualidade, peso, data de validade e tempo de entrega dos itens a serem comprados.

O mesmo vale para compras por sites ou aplicativos, onde é preciso atenção quanto a segurança da plataforma e a descrição do produto.

Em caso de problemas nas relações de consumo, é possível tirar dúvidas ou registrar denúncias pelo telefone 151 em dias úteis, bem como formalizar a qualquer momento uma reclamação online no site do Procon/MS.

Confira a pesquisa completa.

Kleber Clajus, Comunicação Procon/MS
Foto: Kleber Clajus

Publicado por: Kleber Clajus

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.